GALERIA VIP ENTREVISTAS TAPETE VERMELHO BASTIDORES RETRÔ
GALERIA VIP
ENTREVISTAS
TAPETE VERMELHO
BASTIDORES
RETRÔ
NOVELAS
AUDIÊNCIAS
VÍDEOS LEGAIS
BIOGRAFIA
DEPOIMENTOS
COMPARAÇÃO
TV TUDO
Entrevista Especial com:
JUCA DE OLIVEIRA




A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, noite

 

Hoje é dia 01 de Janeiro de 2017 e nesse primeiro dia desse novo ano que se inicia trouxemos para você leitor do “No Mundo dos Famosos” uma “Entrevista Especial” com um dos maiores nomes do teatro e da televisão brasileira. Ele já atuou em diversas novelas de sucesso, já viveu personagens marcantes nos palcos do teatro e é referência absoluta na cultura brasileira. Meu primeiro entrevistado do ano é o magistral e querido ator JUCA DE OLIVEIRA.

“Temos problemas graves como, por exemplo, a Lei Rouanet que foi criada com propósitos de elevação cultural e, no entanto, acabou se constituindo em um grande desastre porquê de repente o Ministério da Cultura dá dinheiro ao artista e nós aprendemos ao longo da história que você jamais deve dar dinheiro ao artista, pois o que você deve dar é condições para o artista trabalhar”...

(Juca de Oliveira)

Jéfferson Balbino: O que é mais gratificante na carreira de ator?

Juca de Oliveira: O gratificante da carreira do ator é, justamente, que o ator carrega uma função social, primeiramente, através do teatro, pois a função social do ator não é ele ficar famoso e assinar autografo ou tirar foto ou aparecer em todas as reportagens, a função social do ator ao longo de toda a história que começa lá no século V a.C. com os gregos é melhorar o homem o tornando um ser mais generoso, mais afetivo e mais solidário. É, justamente, isso que procuramos fazer seja no teatro, na televisão ou no cinema. 

Jéfferson Balbino: No Brasil, infelizmente, o hábito de ir ao teatro ainda é escasso por uma grande parcela de nossa sociedade. Sendo assim, cabe à telenovela fazer a função do teatro, do cinema e até mesmo da literatura. E, diferentemente das outras produções de teledramaturgia ao redor do mundo, a telenovela brasileira é praticamente a única que aborda em seu contexto grandes doses de temática sociocultural. O senhor acredita que o fato da telenovela brasileira ter essa peculiaridade faz aumentar a responsabilidade social do ator diante do seu público?

Juca de Oliveira: Veja bem, Jéfferson, a função social não é apenas da telenovela ou do ator é, sobretudo, da própria sociedade, pois temos problemas graves como, por exemplo, a Lei Rouanet que foi criada com propósitos de elevação cultural e, no entanto, acabou se constituindo em um grande desastre porquê de repente o Ministério da Cultura  dá dinheiro ao artista e nós aprendemos ao longo da história que você jamais deve dar dinheiro ao artista, pois o que você deve dar é condições para o artista trabalhar, mas ele que deve ganhar seu dinheiro através dos empresários, através dos espetáculos excepcionais que ele produz e que faz com que o público se entusiasme e venha assistir, afinal a melhor publicidade não é aquela que faz na televisão ou em anúncio em revistas e jornais, mas sim aquela [publicidade] feita no boca a boca. E esse tipo de publicidade sempre existiu e sempre deu certo e o que devemos é retomar isso. Precisamos fazer com que o teatro volte para o empresário e volte para o ator profissional para aquele que trabalha para viver através de sua profissão no teatro e não apenas para receber dinheiro.

Jéfferson Balbino: Ao longo de sua carreira o senhor deu vida à inúmeros personagens. Existe algum personagem que não foi sucesso de público e de crítica, mas que para o senhor teve um sabor especial?

Juca de Oliveira: Olha, Jéfferson, eu tenho tido uma sorte tão extraordinária que eu tive muitos sucessos tanto de público quanto de crítica. O último sucesso meu foi em “Rei Lear” do Shakespeare que fez sucesso tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo, também. E depois fomos excursionando o Brasil inteiro... Então, Jéfferson, eu te digo que fazer sucesso é algo maravilhoso, mas se você não tem sucesso, também, pode ser maravilho porque você sempre vai aprender mais com o insucesso do que com o sucesso. O sucesso não permite que você detecta nenhum problema, nenhum defeito, nenhuma falha que você tenha executado ao passo que a crítica negativa e a falta de público faz com que você vê seus erros e não os torne a executá-los.

Jéfferson Balbino: Certa vez eu comentei com o nosso querido novelista Lauro César Muniz que o personagem que o senhor interpretou na novela “O Espelho Mágico” é de uma magnitude extrema uma vez que representa bem o árduo oficio de um escritor de novelas. Como foi dar vida ao autor de novelas Jordão Amaral?

Juca de Oliveira: Foi muito prazeroso, pois essa novela “O Espelho Mágico” foi, na época, uma experiência muito audaciosa, pois usava a metalinguagem.

Jéfferson Balbino: Não é todo dia que assistimos uma novela que tem como um dos personagens um autor de novela.... Então creio que tenha sido mais trabalhoso para o senhor criar esse personagem, certo? Como foi o processo de composição desse personagem?

Juca de Oliveira: Todas as personagens são complexas. Eu, por exemplo, faço uma brincadeira com meus colegas que é o seguinte o autor mais complicado e que mais apaixona os atores no Brasil e no mundo é o Shakespeare que é a grande paixão dos grandes atores e eu já fiz quatro personagens de Shakespeare e ele é um autor difícil porque tem uma linguagem muito elaborada, muito difícil, principalmente, por ser em versos e o ator tem que se testar mesmo para fazer Shakespeare, pois se ele não se testar o público não irá assisti-lo. Então eu costumo dizer que o personagem mais difícil é o Hamlet do Shakespeare, portanto se você faz um personagem pequeno de duas páginas é Hamlet e se você faz um personagem numa novela que ele aparece do primeiro ao último capítulo, também, é Hamlet.

Jéfferson Balbino: Então Shakespeare funciona como um teste de fogo para todo ator?

Juca de Oliveira: Exatamente! É sempre uma provação que você tem que ir até o fim.

Jéfferson Balbino: Temos uma grande e querida amiga em comum que é a Rosamaria Murtinho. O que o senhor pode nos dizer sobre a Rosinha?

Juca de Oliveira: A Rosamaria Murtinho é uma das maiores atrizes do teatro, da televisão e do cinema brasileira, pois ela tem um talento e uma vocação excepcional além de ter uma belíssima voz e uma grande cultura do teatro. A Rosinha é uma das principais atrizes desse país e tem seu nome cravado na história do teatro brasileiro, mas cravado em letras garrafais e bem expressivas.

Jéfferson Balbino: Na televisão, o senhor deu vida, ainda, ao personagem João Gibão na primeira versão da novela “Saramandaia”. Como foi trabalhar com o inesquecível novelista e dramaturgo Dias Gomes?

Juca de Oliveira: Muito bom, pois o Dias [Gomes] é um dos melhores autores, principalmente, de teatro. Antes dele ser autor de televisão ele já era um maravilhoso autor de teatro. Infelizmente, ele morreu muito cedo, pois tinha muita coisa para realizar. O Dias Gomes teve uma função social muito importante devido a sua posição política, pois ele era um homem que escreveu todas as suas peças com um caráter social que, inclusive, ele levou para a televisão e ele acabou exasperando até a Ditadura Militar que censurou espetáculos no teatro e novelas na televisão. Eu mesmo fiz uma novela do Dias e tivemos problemas com a censura, mas o Dias Gomes está lá nos esperando e daqui a pouco nos encontramos (risos).

Jéfferson Balbino: Em 2013, a TV Globo produziu um remake da novela “Saramandaia” e seu personagem João Gibão foi interpretado pelo ator Sérgio Guizé. Como foi ver outro ator dar vida à uma cria sua?

Juca de Oliveira: Olha, Jéfferson, eu não assisti toda a novela porque nós trabalhamos no teatro e nem sempre dá tempo de assistirmos e acompanharmos o que está passando na televisão, mas eu assisti algumas vezes o remake e achei muito interessante o João Gibão dele e a encenação que ele teve.

Jéfferson Balbino: Então o senhor não tem aquele sentimento de posse e/ou pertencimento pelos personagens que o senhor já viveu?

Juca de Oliveira: Não, não.... Eu fiz vários personagens, principalmente, no teatro e nunca tive nenhum ciúme em ver outro ator interpretá-los.

Jéfferson Balbino: O senhor, também, deu um show de interpretação como o Alberto na minissérie “Queridos Amigos”. Como foi contracenar e fazer par romântico com a magistral Fernanda Montenegro?

Juca de Oliveira: Foi uma glória, né?! Afinal, é sempre muito bom trabalhar com uma atriz do porte da Fernanda Montenegro, pois a grande ambição de todo ator é contracenar com a Fernanda Montenegro que é, sem dúvida, a nossa melhor atriz.

Jéfferson Balbino: E o senhor é um ator que gosta de assistir novelas? Quais foram às melhores novelas que assistiu como telespectador?

Juca de Oliveira: Nem sempre você tem condições de ver todas as novelas ou de assistir uma novela todos os dias. Eu vejo pedaços de algumas novelas, pois faço muito teatro e estou no teatro no horário que elas passam. Mas eu gosto de televisão, eu gosto de assistir novela, gostei muito, por exemplo, do “Velho Chico”. Adorei as novelas do João Emmanuel Carneiro.

Jéfferson Balbino: Por falar no João Emmanuel Carneiro, em “Avenida Brasil” o senhor deu vida ao Santiago que era tão vilão quanto a Carminha, aliás, era pai dela. Que lembranças o senhor tem desse trabalho?

Juca de Oliveira: As melhores possíveis. Para fazer esse vilão eu, também, tomei de inspiração o Hamlet do Shakespeare que é o personagem mais difícil da dramaturgia universal.

Jéfferson Balbino: O senhor sonha em interpretar algum tipo especifico de personagem?

Juca de Oliveira: Não, por enquanto não. Eu fiz quatro Shakespeare e eu ainda tenho a ambição de fazer mais algum personagem dele.

Jéfferson Balbino: O senhor construiu ao longo de sua trajetória profissional uma belíssima e exemplar carreira. Acredita que já tenha conquistado seu apogeu?

Juca de Oliveira: Não cheguei ao apogeu até porque eu ainda estou trabalhando e te digo que trabalho mais hoje aos 81 anos do que quando eu tinha 25 anos de idade (risos). Então eu não estou ainda em final de carreira para já ter alcançado meu apogeu (risos).

Jéfferson Balbino: Tem algum ator dessa nova geração que o senhor admira e que gostaria de trabalhar?

Juca de Oliveira: Eu não vou te dizer nomes, Jéfferson, pois acho que seria uma covardia, pois tem muitos atores excepcionais aí. Os jovens estão arrasando no teatro e nas novelas. Essa geração nova está vindo com muita força e aprenderam muito e eu tenho muita vontade de trabalhar com eles, inclusive, para aprender.

Jéfferson Balbino: Juca, muitíssimo obrigado por conceder essa entrevista ao “No Mundo dos Famosos”. Parabéns pela belíssima e admirável carreira. Obrigado por tudo que fez em prol do teatro e da televisão brasileira. Um grande abraço, muito sucesso e um Feliz 2017!

Juca de Oliveira: Obrigado, Jéfferson. Gostei muito de ter participado dessa entrevista e por todo seu conhecimento e reconhecimento do nosso trabalho. Um abraço!


__________________________________________________________


Fale com JÉFFERSON BALBINO nas Redes Sociais:

     Twitter:@JeffBalbino
Whatsapp: + 55 43 9624-3775

Instagram: @jeffbalbino
                 

Facebook: facebook.com/jefferson.balbino
Skype: jefferson.balbino@hotmail.com
E-mail: jefferson.balbino@nomundodosfamosos.com.br

_____________________________________________________


ENTREVISTA ESPECIAL
 NO MUNDO DOS FAMOSOS


OUTRAS ENTREVISTAS

 (por ordem de publicação no site)


1ª - NILSON XAVIER
(escritor)

2ª - MARGARETH BOURY
(autora de novelas)

3ª - REYNALDO BOURY
(diretor de TV)

4ª - BABI XAVIER
(atriz/apresentadora)

5ª - NÉLIO JÚNIOR
(jornalista/repórter de TV)

6ª - MARCÍLIO MORAES
(autor de novelas)

7ª - RICARDO LINHARES
(autor de novelas)

8ª - ANA MARIA MORETZSOHN
(autora de novelas)

9ª - DUCA RACHID
(autora de novelas)

10ª - ADA CHASELIOV
(atriz)

11ª - MAYRA DIAS GOMES
(escritora)

12ª - THELMA GUEDES
(autora de novelas)

13ª – ANDRÉ REBELLO
(ator)

14ª – KADU MOLITERNO
(ator)

15ª - MAURICIO MACHADO
(ator)

16ª - LAURO CÉSAR MUNIZ
(autor de novelas)

17ª - STELLA FREITAS
(atriz)

18ª - ALCIDES NOGUEIRA
(autor de novelas)

19ª - EDWIN LUISI
(ator)

20ª - MAURO ALENCAR
(Doutor em Teledramaturgia/escritor)

21ª - SOLANGE CASTRO NEVES
(autora de novelas)

22ª - WALTHER NEGRÃO
(autor de novelas)

23ª - BÁRBARA BRUNO
(atriz)

24ª - RENATA DIAS GOMES
(autora de novelas)

25ª - MATEUS CARRIERI
(ator)

26ª - LETÍCIA DORNELLES
(autora de novelas)

27ª - TAMARA TAXMAN
(atriz)

28ª - AIMAR LABAKI
(dramaturgo/autor de novelas)

29ª - LUCÉLIA SANTOS
(atriz)

30ª - FÁBIO FABRÍCIO FABRETTI
(escritor)

31ª - EDUARDO NASSIFE
(escritor)

32ª - ROSANE GOFMAN
(atriz)

33ª - CRISTIANNE FRIDMANN
(autora de novelas)

34ª - RODRIGO PHAVANELLO
(ator)

35ª - YOYA WURSCH
(autora de novelas/roteirista)

36ª - INGRA LIBERATO
(atriz)

37ª - JOÃO CAMARGO
(ator)

38ª - GILBERTO BRAGA
(autor de novelas)

39ª - DÉO GARCEZ
(ator)

40ª - PATRÍCIA MORETZSOHN
(autora de novelas)

41ª - BETH GOULART
(atriz)

42ª - MANOEL CARLOS
(autor de novelas)

 43ª - VANESSA GOULARTT
(atriz)

44ª - DENISE EMMER
(escritora)

45ª - MARIA ADELAIDE AMARAL
(autora de novelas)

46ª - WALCYR CARRASCO
(autor de novelas)

47ª - LEONA CAVALLI
(atriz)

48ª - AZIZ BAJUR
(dramaturgo)

49ª - FÁTIMA FREIRE
(atriz)

50ª - VIVIAN DE OLIVEIRA
(autora de novelas)

51ª - JÉFFERSON BALBINO
(blogueiro)

52ª - SILVIO DE ABREU
(autor de novelas)

53ª - PEDRO NESCHLING
(ator)

54ª - JORGE BRASIL
(jornalista)

 55ª - NORMA BLUM
(atriz)

56ª - DENISE DEL VECCHIO
(atriz)

57ª - RODRIGO ANDRADE
(ator)

58ª - LUCINHA LINS
(atriz)

59ª - CLAUDIO LINS
(ator)

60ª - NARJARA TURETTA
(atriz)

61ª - CLAUDINO MAYER
 (escritor/pesquisador em teledramaturgia)


62ª - ANDRÉ FRATESCHI
(ator)

63ª - TUNA DWEK
(atriz/escritora)

64ª - TÂNIA BONDEZAN
(atriz)

65ª - GERALDO CARNEIRO
(autor de novelas)

66ª - ROSAMARIA MURTINHO
(atriz)

67ª - VINCENT VILLARI
(autor de novelas)

68ª - TÁSSIA CAMARGO
(atriz)

69ª - YVES DUMONT
(autor de novelas)

70ª - ANDRÉ DI MAURO
(ator)

71ª - HERSCH W. BASBAUM
(escritor e dramaturgo)

72ª - ELIANA GUTTMAN
(atriz)

73ª - RENATO MODESTO
(ator, escritor, dramaturgo e novelista)

74ª - FAFY SIQUEIRA
(atriz, cantora, humorista e compositora)

75ª - CACÁ DIEGUES
(cineasta)

76ª - CLARISSE ABUJAMRA
(atriz)

77ª - BLOTA FILHO
(ator)

78ª - MÁRCIO KIELING
(ator)

79ª - REJANE ARRUDA
(atriz e Doutoranda em Artes Cênicas)

80ª - LUCIANA BRAGA
(atriz)

81ª - JÚLIO FISCHER
(novelista e dramaturgo)

82ª - ELIZABETH JHIN
(autora de novelas)

83ª - NEUSA MARIA FARO
(atriz)

84ª - AGUINALDO SILVA
(autor de novelas)

85ª - JOÃO VITTI
(ator)

86ª - CLÉO VENTURA
(atriz)

87ª - SUZY RÊGO
(atriz)

88ª - BEMVINDO SEQUEIRA
(ator)

89ª - EDSON SPINELLO
(diretor)

90ª - LEONARDO BRÍCIO
(ator)

91ª - EDUARDO TORNAGHI
(ator)

92ª - FABÍOLA REIPERT
(jornalista)

93ª - JONAS BLOCH
(ator)

94ª - BRITTO JR.
(apresentador)

95ª - ADRIANA GARAMBONE
(atriz)

96ª - RAUL GAZOLLA
(ator)

97ª - BEL KUTNER
(atriz)

 98ª - LÍCIA MANZO
(autora de novelas)

99ª - NICA BOMFIM
(atriz)

100ª - MAURO MENDONÇA
(ator)

101ª - VANESSA GERBELLI
(atriz)

 102ª - GUILHERME BERENGUER
(ator)

103ª - NÍCOLA SIRI
(ator)

104ª - JULIANA MESQUITA
(atriz)

105ª - JULIANA XAVIER
(atriz)

106ª - GLÓRIA PEREZ
(novelista)

107ª - ODILON WAGNER
(ator)

108ª - SYLVIA BANDEIRA
(atriz)

109ª - VICTOR PECORARO
(ator)

110ª - ALEXANDRE AVANCINI
(diretor)

111ª - EDNEY GIOVENAZZI
(ator)

112ª - LAURA CARDOSO
(atriz)

113ª - JACKSON ANTUNES
(ator)

114ª - JOÃO XIMENES BRAGA
(novelista)

115ª - CLAUDIA LAGE
(novelista)
 

116ª - MARIA PADILHA
 (atriz)


117ª - BIA NUNNES
 (atriz)


118ª - VINICIUS VIANNA
 (novelista)


119ª - ÂNGELA VIEIRA
 (atriz)


120ª - CARLA CABRAL 
(atriz)


121ª - SÉRGIO MARQUES 
(novelista)


122ª - MARIZA MARCHETTI
(atriz)

123ª - FILIPE MIGUEZ
(novelista)

124ª - GISELE JORAS
(novelista)

125ª - ANA ROSA
(atriz)

126ª - BENEDITO RUY BARBOSA
(novelista)

127ª - BONI
(diretor de TV)

128ª - ARY FONTOURA
(ator)

129ª - SUELY FRANCO
(atriz)

130ª - LOLITA RODRIGUES
(atriz)  

131ª - THAÍS GARAYP
 (atriz)


132ª - DANIELA ESCOBAR
 (atriz)


133ª - MARCELLA MUNIZ
 (atriz)

 
134ª - THEREZA FALCÃO
 (dramaturga e novelista)

 
135ª - IZABEL DE OLIVEIRA
 (novelista)
 

136ª - ANTÔNIO FAGUNDES 
(ator)


137ª - EVA TODOR
 (atriz)


138ª - BIANCA RINALDI
 (atriz)
 

139ª - THEODORO COCHRANE
 (ator)


140ª - XUXA LOPES
 (atriz)


141ª - PRISCILA CAMARGO 
(atriz)


  142ª - LUCINHA ARAÚJO 
(mãe do Cazuza)


143ª - NANDA ZIEGLER 
(atriz)


144ª - CARLOS LOMBARDI 
(autor de novelas)


145ª - PALOMA DUARTE 
(atriz)


146ª - FERNANDO PAVÃO 
(ator)


147ª - CLAUDIO HEINRICH 
(ator)


148ª - MEL LISBOA 
(atriz)


149ª - FÁBIO VILLA VERDE 
(ator)


150ª - MATEUS SOLANO 
(ator)


151ª - SIMONE SPOLADORE 
(atriz)


152ª - THIAGO RODRIGUES
(ator)


153ª - JULIANA DIDONE 
(atriz)


154ª - CLARICE PIOVESAN 
(atriz)


155ª - SÔNIA LIMA 
(atriz)


156ª - CAROLINA FERRAZ 
(atriz)


157ª - PAULO GOULART 
(ator)


158ª - NICETTE BRUNO 
(atriz)


159ª - GLÓRIA PIRES 
(atriz)


160ª - CÁSSIO GABUS MENDES 
(ator)


161ª - ITTALA NANDI 
(atriz)


162ª - CARLOS GREGÓRIO 
(ator e autor de novelas)


163ª - ANTÔNIO CALLONI 
(ator)


164ª - BIA MONTEZ 
(atriz)


165ª - MARCOS BERNSTEIN 
(autor de novelas)


166ª - ILVA NIÑO  
(atriz)


167ª – SURA BERDITCHEVSKY 
(atriz)


168ª – NEY LATORRACA 
(ator)


169ª  - NATHÁLIA DO VALE 
(atriz)


170ª - JÚLIA ALMEIDA 
(atriz)


171ª - VIVIANNE PASMANTER 
(atriz)


172ª - EVA WILMA 
(atriz)


173ª – RICARDO TOZZI 
(ator)


174ª - BETTY GOFMAN 
(atriz)


175ª – DAISY LUCIDI 
(atriz)


176ª - DÉBORA LAMM 
(atriz)

177ª - RUTH DE SOUZA 
(atriz)


178ª - ANGELINA MUNIZ
(atriz)

179ª - LUÍS CARLOS MIÉLE
(ator)

180ª - FIUK
(ator e cantor)

181ª - LEANDRO HASSUM
(ator)

182ª - JACQUELINE LAURENCE
(atriz)

183ª – MIGUEL RONCATO
(ator)

184ª - CHAY SUEDE
(ator e cantor)

185ª - MARJORIE ESTIANO
(atriz e cantora)

186ª - RUI VILHENA
(autor de novelas)

187ª - DRICA MORAES
(atriz)

188ª - LEANDRA LEAL
(atriz)

 189ª - BETTY FARIA
(atriz)

190ª – FRANCISCO CUOCO
(ator)

191ª - LUIZ CARLOS VASCONCELOS
(ator)

192ª – OTHON BASTOS
(ator)

193ª - NANDA COSTA
(atriz)

194ª -RAFAEL CARDOSO
(ator)

195ª - TATO GABUS
(ator)

196ª – ROBERTO PIRILLO
(ator)

197ª - ROGÉRIO FRÓES
(ator)

198ª - CAIO BLAT (ator)

 199ª - ARIELA MASSOTTI (atriz)

200ª - CARLOS VEREZA
(ator)

201ª – LÉA GARCIA
(atriz)

202ª - THAÍS DE CAMPOS
(atriz)

203ª - EMILIANO QUEIRÓZ
(ator)

204ª - SABRINA PETRAGLIA
(atriz)

205ª - CARLO PORTO
(ator)

206ª - CONRADO CAPUTTO
(ator)

207ª - ANDREIA HORTA
(atriz)

208ª - SILVIA PFEIFER
(atriz)

209ª - MARCELLO MELO JR.
(ator)

210ª - PALOMA BERNARDI
(atriz)

211ª - LUCAS LUCCO
(cantor)

212ª - TOTIA MEIRELES
(atriz)

213ª - EDSON CELULARI
(ator)

214ª - RICARDO WADDINGTON
(diretor de TV)

215ª - MILTON GONÇALVES
(ator)

216ª - VIDA ALVES
(atriz)

217ª - ARACY CARDOSO
(atriz)

218ª - BEATRIZ LYRA
(atriz)

219ª - ELKE MARAVILHA
(atriz)

220ª - LUÍS GUSTAVO
(ator)

221ª - THERESA AMAYO
(atriz)

222ª - ÂNGELO ANTÔNIO
(ator)

223ª - JAYME MATARAZZO
(ator)

224ª - TUCA ANDRADA
(ator)

225ª - REGINA DUARTE
(atriz)

226ª - DÊNNIS CARVALHO
(diretor)

227ª – NATHÁLIA TIMBERG
(atriz)

228ª - CLÁUDIA MELLO
(atriz)

229ª - LETÍCIA COLIN
(atriz)

230ª - ANDRÉ BANKOFF
(ator)

231ª - FERNANDA RODRIGUES
(atriz)

232ª - MARIA CLARA GUEIROS
(atriz)

233ª - BRUNO GAGLIASSO
(ator)

234ª -JULIANA ALVES
(atriz)

235ª - MARCOS PALMEIRA
(ator)

236ª - FERNANDA MONTENEGRO
(atriz)

237ª - GABRIEL BRAGA NUNES
(ator)

238ª - MÁRIO TEIXEIRA
(novelista)

239ª - RODRIGO SIMAS
(ator)

240ª - RAONI CARNEIRO
(ator)

241ª - THIAGO FRAGOSO
(ator)

242ª – ANITTA
(cantora)

243ª - ROGÉRIA
(atriz)

244ª – JOSÉ LORETO
(ator)

245ª - MARINA RUY BARBOSA
(atriz)

246ª - MAURO MENDONÇA FILHO
(diretor)

247ª - NATHÁLIA RODRIGUES
(atriz)

248ª - ANA LÚCIA TORRE
(atriz)

249ª - JOANA FOMM
(atriz)

250ª - TONY RAMOS
(ator)

251ª - LUCY RAMOS
(atriz)

252ª - SANDRA DE SÁ
(cantora)

253ª - REYNALDO GIANECCHINI
(ator)

254ª - JOÃO EMANUEL CARNEIRO
(novelista)

255ª - JULIANO CAZARRÉ
(ator)

256ª - ALESSANDRO MARSON
(autor de novelas)

257ª - MONIQUE ALFRADIQUE
(atriz)

258ª - GIOVANNA ANTONELLI
(atriz)

259ª - MARCELLO NOVAES
(ator)

260ª - ZEZEH BARBOSA
(atriz)

261ª - SUSANA VIEIRA
(atriz)
 

262ª - RENATA SORRAH
(atriz)

263ª - MANUELA DIAS
(novelista)

264ª - FLÁVIO MIGLIACCIO
(ator)

265ª - ROSI CAMPOS
(atriz)

266ª - LUA BLANCO
(atriz/cantora)

267ª - MARCO NANINI
(ator)

268ª - TARCÍSIO FILHO
(ator)

269ª - MARIA ZILDA
(atriz)

270ª - ROBERTA GUALDA
(atriz)

271ª - CAMILA RODRIGUES
(atriz)

272ª - ELIZABETH SAVALLA
(atriz)

273ª - ANTÔNIO PETRIN
(ator)

274ª - GABRIELA MOREYRA
(atriz)

275ª - MALU GALLI
(atriz)

276ª - GUILHERME PIVA
(ator)

277ª - MARCELO FARIA
(ator)

278ª - PEDRO CARVALHO
(ator)

279ª - ANA LIMA
(atriz)

280ª - RODRIGO AMARAL
(roteirista)

281ª - ARACY BALABANIAN
(atriz)

282ª - RENATA DOMINGUEZ
(atriz)

283ª - TARCÍSIO MEIRA
(ator)

284ª - MILA MOREIRA
(atriz)

285ª - GLÓRIA MENEZES
(atriz)

286ª - JUCA DE OLIVEIRA
(ator)
____________________________________

HISTÓRIAS DE NOVELISTAS



• 2011- LAURO CÉSAR MUNIZ

• 2012 - MANOEL CARLOS


TROFÉU “NO MUNDO DOS FAMOSOS”

 
ROSAMARIA MURTINHO

SESSÃO ESPECIAL


Aniversário da autora MARIA ADELAIDE AMARAL

Jéfferson Balbino conversa com o ator LIMA DUARTE

Jéfferson Balbino conversa com a atriz REGINA DUARTE

CHIQUINHA GONZAGA


Fale com o NO MUNDO DOS FAMOSOS



jefferson.balbino@nomundodosfamosos.com.br
GALERIA VIP | ENTREVISTAS | TAPETE VERMELHO | BASTIDORES | RETRÔ
Site Map